sábado, 27 de fevereiro de 2010

Anunciação?

Bem, como todo bom Pernambucano não poderia deixar de, como dizem, "puxar a sardinha" pro meu lado, a música de hoje é de um ilustre morador de Olinda que desde sempre é a principal atração do carnaval pernambucano. Alceu Valença é natural de São Bento do Una e gravou seu primeiro disco em 72 intitulado "Quadrafônico" e de lá até hoje o poeta já gravou vinte e oito discos. Dentre tantas composições fica difícil escolher só uma, mas a música de Alceu que resolvi colocar aqui foi "anunciação".
Até hoje muito se fala dessa canção e do que ela de fato quer transmitir. Muitos ligam a música ao misticismo e ao candomblé e os religiosos mais fervorosos arriscam dizer até que a música é uma adoração ao capeta (vai entender o que passa na cabeça dessas pessoas) já uma outra linha de pensamento chegou a dizer que a música relata a anunciação da primeira menstruação de uma garota ( ???).

Depois de várias hipóteses levantadas (todas completamente diferentes umas das outras) eu prefiro não opinar e deixar que você mesmo o faça com toda a liberdade que a internet nos dá. Não se intimide e deixe sua impressão da misteriosa música de Alceu Valença.


Anunciação


Alceu Valença


"Na bruma leve das paixões
Que vêm de dentro
Tu vens chegando
Prá brincar no meu quintal
No teu cavalo
Peito nu, cabelo ao vento
E o sol quarando
Nossas roupas no varal


Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais


A voz do anjo
Sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido
Já escuto os teus sinais
Que tu virias
Numa manhã de domingo
Eu te anuncio
Nos sinos das catedrais

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais"





Para ouvir anunciação clique aqui


Piano Bar


Eu gosto bastante das letras do Humberto Gessinger, por isso poderia escolher muitas delas para colocar num post (não que isso não vá acabar acontecendo) mas gosto do modo como ele fala sobre relacionamentos em "Piano Bar" que se não me falha a memória é de 1991 do disco "várias variáveis". A letra da música descreve (na minha visão) um casal que aos poucos se distanciavam e em uma certa noite se aproximam outra vez, apesar de muitos também acharem que a certa guria na qual o Humberto se refere seja alguma droga (fala sério) devido a um trecho da música que depois foi retirada em outras versões.


O Trecho:

"no início era um precipício
(um corpo que caía) depois virou um vício foi tão difícil acordar no outro dia ela apareceu, parecia tão sozinha
parecia que era minha aquela solidão"


Bem, é fato que com e sem o trecho a música parece ter sentidos diferentes, mas mesmo assim não acho que quando ele diz que "o fogo ilumina muito por muito pouco tempo" ele esteja se referindo a um cigarro ou a algum efeito passageiro que as drogas trazem. Enfim a idéia deste blog é que vocês exponham aqui suas interpretações, sensações e outros sentimentos mais sobre as letras das músicas que vão sendo postadas.

Outro detalhe que quase esqueço de comentar é a melodia e os arranjos da música, que até certo ponto é apenas o piano e a voz e a música explode quando entra a banda e a música vem crescendo até o seu auge quando ele diz " ontem a noite eu conheci uma guria" a intenção da letra combina com a música e isso foi uma das coisas que mais me chamaram atenção para que eu escolhesse essa música para colocar aqui. Agora deixo vocês com a letra e a música de Humberto Genssinger um dos grandes compositores da década de oitenta.

Piano Bar

Banda Engenheiros do Hawaii

Composição: Humberto Gessinger


"O que você me pede eu não posso fazer
Assim você me perde, eu perco você
Como um barco perde o rumo
Como uma árvore no outono perde a cor.

O que você não pode, eu não vou te pedir.
O que você não quer, eu não quero insistir.
Diga a verdade, doa a quem doer.
Doe sangue e me dê seu telefone.

Todos os dias eu venho ao mesmo lugar,
Às vezes fica longe, impossível de encontrar
Mas, quando o Bourbon é bom
Toda noite é noite de luar.

No táxi que me trouxe até aqui Willie Nelson me dava razão,
As últimas do esporte, hora certa, crime e religião.
Na verdade 'nada' é uma palavra esperando tradução.

Toda vez que falta luz,
Toda vez que algo nos falta
O invisível nos salta aos olhos,
Um salto no escuro da piscina.

O fogo ilumina muito por muito pouco tempo
Em muito pouco tempo, o fogo apaga tudo.
Tudo um dia vira luz.
Toda vez que falta luz
O invisível nos salta aos olhos.

Ontem à noite, eu conheci uma guria
Já era tarde, era quase dia.
Era o princípio num precipício.
Era o meu corpo que caía.

Ontem à noite, a noite tava fria
Tudo queimava, mais nada aquecia.
Ela apareceu, parecia tão sozinha.
Parecia que era minha aquela solidão".

Eu conheci uma guria que eu já conhecia
de outros carnavais com outras fantasias
Ela apareceu, parecia tão sozinha.
Parecia que era minha aquela solidão.

para ouvir a música:

http://www.youtube.com/watch?v=2d2IMtZYawc (versão 10.000 destinos ao vivo)

http://www.youtube.com/watch?v=oINcc413xIE (com o trecho final que foi retirado)